Bienal Internacional de Teatro 2013 – Realidades Incendiárias Organização: PRCEU - USP, TUSP

Joshua Sobol: Conferência

Data e Local

18.11 TUSP
consulte a programação

Joshua Sobol é dramaturgo, autor e diretor. Escreveu mais de sessenta peças, algumas das quais produzidas e apresentadas em grandes teatros de todo o mundo. Cinco de seus trabalhos receberam o prêmio israelense David’s Harp de melhor peça do ano. Sua peça Ghetto já foi traduzida para mais de vinte idiomas. A produção do Royal National Theatre da Grã-Bretanha ganhou os prêmios London Critics e o Evening Standard de melhor peça em 1989. A peça foi também premiada no Japão em 1995 e, em 1999, recebeu em Chicago o prêmio Joseph Jefferson em seis categorias. Em 2013, Sobol recebeu da cidade de Viena, Áustria, a Medalha de Ouro por grandes realizações na arte do teatro.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

18.11 | segunda-feira | 20h | TUSP

CONFERÊNCIA II: REALIDADES INCENDIÁRIAS
Mediação: Flávio Goldman
O dramaturgo brasileiro Flávio Goldman teve em 2006 sua primeira peça, Desexílio, escolhida pelo Centro da Cultura Judaica para abrir a temporada de leituras dramáticas da instituição. Em 2008, traduziu duas peças de autores israelenses para esse programa: A Garota Palestina (Filmando Magda), de Joshua Sobol, dirigida por Heitor Goldflus, e Os Rebeldes, de Edna Mazya, dirigida por Renata Zhaneta. Em 2010, sua peça Os Passageiros foi encenada por Francisco Medeiros no Sesc Paulista. Desde 2009 colabora com textos inéditos para o festival Satyrianas, promovido pelo grupo Os Satyros, de São Paulo. Em 2012, suas peças curtas Produtos Perecíveis e Projeto São Lourenço estiveram entre as vencedoras do projeto Dramaturgias Urgentes, organizado por Marici Salomão para o CCBB-SP.