Bienal Internacional de Teatro 2013 – Realidades Incendiárias Organização: PRCEU - USP, TUSP

Desvio Coletivo

Pulsão

Apresentações

05.11 e 06.11 Tenda Cultural Ortega Y Gasset
22.11, 23.11 e 24.11 TUSP
consulte a programação

País: Brasil
Ano: 2013
Duração : 180 min.
Classificação : 18 anos
Idioma : português
Lotação : 98 lugares

Sobre o Grupo

O Desvio Coletivo é um núcleo de pesquisa e criação em teatro performativo. Coordenado pelos diretores Marcos Bulhões, Marcelo Denny e Priscilla Toscano, reúne mais de vinte artistas de diversas áreas. Atua desde agosto de 2011, em parceria com o Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (unesp) e o Laboratório de Práticas Performativas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (usp), e tem por foco investigar as relações entre performance e diferentes linguagens artísticas.

Desde outubro de 2012, o coletivo realiza a performance urbana Cegos em locais como a avenida Paulista (sp) e a Cinelândia (rj). Pulsão, espetáculo teatral performativo e relacional teve primeira temporada no Teatro da unesp, de maio a junho de 2013. Seus outros principais trabalhos são Ação n. 1 (2011) e Ação n. 2 (2012), apresentados no Teatro do Instituto de Artes da UNESP.

Marcos Bulhões, diretor artístico do Desvio Coletivo, é encenador, ator e professor. Pesquisa as relações entre teatro e performance, orienta pesquisas acadêmicas na graduação e na pós-graduação em artes cênicas da USP, sendo um dos editores da revista Sala Preta. Escreveu o livro Encenação em Jogo (Ed. Hucitec), a tese Dramaturgia em Jogo (ECA-USP), além de artigos e publicações eletrônicas. Dentre outros, dirigiu em São Paulo o espetáculo 1999 e foi assistente de direção de Antônio Araújo em Apocalipse 1,11.

Direção Geral Marcos Bulhões
Direção de Arte Marcelo Denny
Direção de Produção Priscilla Toscano
Atuadores Angela Adriana, Biaggio Pecorelli, Chai Rodrigues, Cristiano Belarmino, Felipe Vasconcellos, Fernanda Perez, Gabriela­ Cordaro, Jean Carlo Cunha, José Manuel Lázaro, Katia Lazarini, Luis Damasceno, Marcelo D’Avilla, Marcelo Prudente, Marose Leila, Michele Carolina, Otávio Oscar, Priscilla Toscano, Rodrigo Severo, Sylvia Aragão, Thiago Camacho, Thomas Fessel, Vanessa Hoschett e Veronica Veloso
Direção de Palco Hugo Cabral
Concepção de Luz Alexandre Sampaio
Sonoplastia Doutor Aeiuton, Leandro Simões e  Carlos Ronchi
Workshops de Preparação Antonio Januzelli, Angela Adriana, Carol Pinsan, Fabiana Monsalú, Laís Marques, Veronica Veloso e William Paiva

  • :

Pulsão, espetáculo de teatro relacional criado pelo Desvio Coletivo, tem como tema a motivação de viver ante o risco da morte.

O roteiro trata da internação hospitalar e do enfrentamento de uma doença grave. A dramaturgia foi desenvolvida coletivamente, por meio da criação de jogos relacionais e de cenas que operam no limite entre o teatro e a performance.

O público acompanha as ações conduzidas por mais de vinte atores, todos imersos em um espaço comum, sem divisões. Uma parte do público participa ativamente do jogo cênico, que celebra a vontade de potência.


The theme of Pulsion, Desvio Coletivo’s latest play, is the motivation towards life when death is right around the corner. The script is about hospitalization and coping with a serious illness. Some people of the audience participate actively in this play, which has been developed jointly through the creation of games and scenes that operate in the boundaries between theater and performance.

The Desvio Coletivo is a research and creative collective in performative theater that has been active since 2011. Coordinated by directors Marcos Bulhões, Marcelo Denny and Priscilla Toscano, it brings together more than twenty artists from different areas.


Pulsión, espectáculo creado por el Desvio Coletivo, tiene como tema la motivación para frente al riesgo de muerte. El guión trata de internación hospitalaria y el hacer frente a una enfermedad grave. En esta obra desarrollada en conjunto a través de la creación de juegos y escenas que operan en el límite del teatro y la performance, parte del público participa activamente.

En actuación desde 2011, el Desvio Coletivo es un núcleo de investigación y creación en teatro performativo. Coordinado por los directores Marcos Bulhões, Marcelo Denny y Priscilla Toscano, reúne a más de veinte artistas de distintas áreas.